A construção visual de Juliette Freire


A grande vencedora da edição 21 do reality Big Brother Brasil bateu recordes históricos e tem dado o que falar nas redes sociais, mesmo depois de meses da exibição do programa. Os números que acompanham a paraibana são resultados de estratégias bem desenvolvidas e um trabalho árduo de sua equipe em redes. Ela entrou na casa com uma estratégia de imagem pessoal traçada. Mostrou, por meio de sua aparência, sua profissão de escolha e fez o delineador gatinho e o batom, sua assinatura pessoal. Usou as vestimentas e acessórios para ressaltar a beleza pessoal e marcar o atributo "feminino": usou tiaras, um mesmo colar e óculos de grau de formato redondo. Para entender de forma mais clara essa construção, conversamos com Vitória Timm, designer de moda e consultora de estilo.







Reprodução: Instagram @juliette


Como você percebe a construção da imagem dela dentro do programa e, agora, fora?


A Juliette construiu uma imagem muito forte e coerente ao longo do BBB 21. Ela usou e repetiu diversos elementos de estilo que serviram como uma forma de identificação da sua imagem, reflexo de sua personalidade. Vimos diversas vezes elementos como: sobreposição de top preto + camisa branca, delineado gatinho, batom vermelho, paetê em alguns momentos (inclusive na final), rabo de cavalo alto e o uso das cores da sua cartela pessoal, Inverno Frio. Ainda assim, mesmo usando a cartela, Juliette limitou um pouco essas cores, repetindo tonalidades chave: preto e branco, fúcsia, lilás. E essa repetição serviu como forma de reforçar a imagem da mesma.

Fora do programa, já nas primeiras aparições na TV, Juliette continuou repetindo esses elementos. Na entrevista com a Ana Maria ela usou a cor fúcsia, uma das cores chave que ela adotou no BBB e nas fotos pré-reality usadas nas suas redes sociais ao longo do programa. Mas em algumas campanhas para marcas e editoriais, vimos a Juliette adotar elementos de estilo um pouco diferentes daqueles utilizados no programa: aquela maquiagem bem mais suave e terrosa, no estilo "make de bonita", cabelos cacheados e soltos. É um visual lindo, mas que causa um pequeno estranhamento, pois já estávamos acostumados com uma imagem diferente e muito bem construída.


Tu acha que isso teve influência na decisão do público do reality?


Sim e não hahaha. Acredito que a personalidade da Juliette e a forma como ela se comportou no jogo é que foram fatores decisivos para que ela se tornasse a queridinha do público. Mas, com certeza, essa personalidade foi coerente com o visual dela, que ajudou a reforçar a percepção do público. Vimos Juliette como uma mulher forte, resistindo em situações em que ela se via sozinha. Conhecemos a história e as dores dela e mesmo com tudo isso, também pudemos ver o lado empático, amoroso e divertido. Os looks, as cores, as escolhas de beleza, que foram todos pensados intencionalmente com a ajuda de uma stylist e baseadas na personalidade da Juliette, ajudaram a comunicar tudo isso e o resultado - de ter tantos fãs apaixonados - é uma consequência desse combo. Uma imagem bem construída precisa ter uma base sólida e verdadeira, e a Juliette foi impecável nisso.


Qual a importância da coloração pessoal na construção da imagem de influenciadores?


A coloração pessoal, no método sazonal expandido, consiste em avaliar quais as características de cor que harmonizam com a beleza de uma pessoa. Quando usamos as cores que nos favorecem ficamos com uma aparência mais saudável e temos até manchinhas e marcas do nosso rosto suavizadas. Para quem trabalha com a própria imagem e está constantemente nas redes, esse é um recurso muito poderoso. Além de ficar com uma aparência mais harmoniosa, as cores podem se tornar uma assinatura de estilo, um meio pelo qual as pessoas nos identificam. Isso é algo que pode ser feito usando a cartela pessoal, ou não! Tem pessoas que só usam preto, pessoas que usam looks muito coloridos sempre, outras que usam apenas tons terrosos. Essa repetição, assim como a repetição de cores que a Juliette usou ao longo do BBB

ajudam a comunicar nossa identidade. Outra coisa super importante de levar em consideração ao pensarmos nas cores que nos representam é a psicologia das cores. Cada cor tem seu significado e desperta sensações e sentimentos em nós. Ter esse conhecimento na hora de escolher nossos looks também é uma ótima ferramenta.