Data, lançamentos, turismo, informação e negócios: os ingredientes da Zero Grau

Sucesso da feira se baseia em fatores estudados previamente, e fazem do evento um dos que mais crescem no país

São muitos os fatores que podem fazer o sucesso de uma feira voltada ao fechamento de negócios entre a indústria e os lojistas. No caso da Zero Grau - Feira de Calçados e Acessórios que começa na próxima segunda-feira (20), cada um desses pontos tem sido estudado, para que cada detalhe do evento seja uma mola propulsora para o sucesso da feira.  Além da junção do tripé formado pelo turismo em Gramado, pela circulação de informações vitais para o setor, e pelo fechamento de bons negócios, destacam-se pontos como a data da feira, seu potencial de lançamento de coleções e os preparativos que a própria indústria faz para o evento.

A feira segue até a próxima quarta-feira (22). Antes mesmo do seu início, a Merkator Feiras e Eventos, promotora da Zero Grau, reúne o setor no domingo (19) para o Papo Legal, evento voltado à troca de informações e que nesse ano contará com a presença da jornalista e consultora de moda Lilian Pacce, um dos nomes mais respeitados e influentes no universo da moda, e o ator Silvero Pereira, um dos nomes mais comentados da televisão brasileira nesse ano, ao interpretar a travesti Elis Miranda na novela “A Força do Querer”, da Rede Globo. Já o Spot Fashion Pluriverso vai impactar todo o amante da moda, com um desfile dentro do evento que mostrará as principais tendências para o outono e inverno de 2018.

Para o presidente do Sindicato das indústrias de Calçados de Três Coroas, Werner Júnior, um dos principais elementos que colocam a Zero Grau em um patamar de destaque no setor é sua data. “É o momento ideal para lançarmos as nossas coleções. Hoje a indústria tem se programado para levar à Zero Grau as suas novidades. Em função da data da feira, o lojista pode pensar suas compras levando a festas de final de ano em consideração, seu fluxo de caixa. Para esta edição ainda temos um aditivo para as compras do lojista, que são as boas expectativas de vendas ao consumidos para o Natal”, reforça Werner Junior.

Em crescimento, a Zero Grau tornou-se uma feira nacional. De acordo com o diretor da Merkator, Frederico Pletsch, isso pode ser visto claramente nas coleções que a indústria leva à Zero Grau. “O fabricante está trazendo calçados para o outono e inverno para todos os Estados do pais. Calçados com um design mais fechado para os estados que enfrentam mais frio e também para os países da América Latina e de outras partes do mundo que são compradores deste produto mais ‘pesado’, mas levam também produtos para os meses de frio para os consumidores que não enfrentam um inverno tão rigoroso. Por isto teremos também produtos abertos, mais leves. É uma feira que vai contemplar todo o varejo nacional”, reforça Pletsch.

Nenhum comentário:

Sinta-se à vontade para comentar. Nós amamos!